• América do Sul

    Buenos Aires, Argentina

    A melhor época para ir a Buenos Aires é de março a maio e setembro a novembro, outono e primavera. Nesses meses, o clima está agradável, para quem não quer congelar, e os preços mais convidativos.

    Clima

    O verão em Buenos Aires se assemelha bastante ao do Rio de Janeiro: Extremamente quente e úmido. A temperatura pode chegar a 40 ºC

    Muitos Argentinos viajam para as praias e vários restaurantes ficam fechados durante o mês de Janeiro. Se tem algum lugar que você muito conhecer no início do ano, é bom ligar/mandar email com antecedência pra ter certeza que não dará de cara com a porta.

    Durante o inverno, muitas pessoas passam por Buenos Aires antes de ir a Bariloche, e o frio na cidade é bem intenso. Prepare seus casacos e luvas, pois apesar da temperatura chegar a 7 ºC, o vento é bem forte e a sensação térmica é bem pior que a temperatura real.

    Durante a meia estação, o clima é excelente! As temperaturas variam entre 25 ºC e 15 ºC e você pode andar o dia inteiro sem suar. Na primavera, os jacarandás estão floridos e no outono, as cores alaranjadas das folhas caídas fazem você se sentir em um filme romântico.

    O clima em Buenos Aires vai de agradável a frio. Leve casaco independente da previsão do tempo!

    Alta vs baixa temporada

    Buenos Aires está sempre cheia de turistas. Por ser um destino barato, pessoas do mundo todo vão a Argentina passar férias comendo empanadas, enquanto caminham pelas ruas de paralelepípedo.

    Em julho, que apesar de também ser férias escolares, é considerada baixa temporada na cidade, boa parte dos visitantes está apenas a caminho de Bariloche, onde a neve estará alta e as estações de ski lotadas.

    A alta temporada coincide com as férias de fim de ano. Nesse período,  a cidade costuma ficar mais cheia, hotéis lotados e preços mais altos.

    El Ateneo fica lotado de visitantes e compradores, na alta temporada.

    Eventos

    International Tango Festival and World Cup

    Quando se fala em dança típica da Argentina, só se pensa em Tango. São centenas de bailes, aulas e restaurantes temáticos, mas o principal evento é o International Tango Festival and World Cup.

    Durante o mês de agosto, dançarinos profissionais fazem performances gratuitas por toda a cidade! É bom chegar mais cedo, pois várias apresentações têm limitações quanto a lotação, mas vale muito a pena!

    Pra onde você olhar, dançarinos estarão lá!

    Ciudanza

    O festival Ciudanza promove intervenções artísticas pelas ruas e parques de Buenos Aires. Grupos de bailarinos fazem performances, principalmente de dança contemporânea, a céu aberto, usando a arquitetura e flora da cidade como cenário.

    Um cenário desse, bicho!

    Feria Masticar

    Pra quem gosta de comer, a Feria Masticar é um evento imperdível! É uma grande feira de food trucks, mas com várias “barraquinhas” ao invés de caminhonetes. Os preços não são os mais baixos e as filas são grandes, mas vale a pena dar uma passadinha por lá.

    Apesar do churrasco ser o principal prato na Argentina, vegetarianos também tem vez na feira!

    La noche de los Museos

    Além de restaurantes e tango, Buenos Aires é repleta de museus. Para estimular ainda mais a sua ida a vários deles, todo ano acontece o La noche de los Museos, onde apresentações especiais acontecem nos principais museus da cidade, além de poder ver as obras de arte em um contexto diferente do diurno.

    A organização sugere dois tipos de percurso, para otimizar sua noite:

    1. Malba > Centro Cultural Recoleta > Museu de Arte Hispanoamericano Isaac Fernández Blanco > Museu Evita e o de Artes Plásticas Eduardo Sívori > entre outros. Esse trajeto percorre os bairros de Palermo, Recoleta e Retiro.
    2. Museu de Arte Contemporânea de Buenos Aires > Usina del Arte > Museu do Cinema > Museu do Humor > Museu de Arte Moderna de Buenos Aires > Museu de Belas Artes de La Boca Benito Quinquela Martín. O segundo trajeto começa em Puerto Madero e termina em La Boca.
    Fique atento a programação e escolha as atrações que mais te interessam. Pode ser que você só consiga ir a uma delas, mas vale a pena!

     

    Dicas

    Comes e bebes

    • Pra quem gosta de churrasco, recomendo comer no Rio de Janeiro. O Cayo comeu carne em vários restaurantes Argentinos e garante que a carne brasileira é muito superior. Essa é a nossa opinião sincera, não temos rixa com os hermanos.
    • Se for a Argentina, tem que comer empanada! Recomendo muito que vá ao restaurante El Sanjuanino. A empanada de cebola é deliciosa!
    • Amantes de hambúrguer e cerveja, uni-vos no Burger Joint! Essa hamburgueria além de cheia de personalidade, tem hambúrgueres tão deliciosos, incluindo opção vegetariana, que vale a pena separar uma noite pra ir lá!
    • Um dos restaurantes mais tradicionais de Buenos Aires é o El Cuartito. As paredes são cobertas de objetos relacionados a futebol, o atendimento não tem firula, mas a pizza e o pudim deles…valem a ida ao centro. Fomos surpreendidos quando notamos que apenas um garçom idoso atendia todo o salão, e mais ainda quando vimos como ele era eficiente!
    • Quer uma experiência de alto nível sem gastar milhares de reais? O restaurante Ópio, de comida asiática, tem pratos extremamente saborosos, preço justo e ambiente diferenciado.

    • Não só de comida salgada vive o homem, mas de doces também! A lista de sorveterias a recomendar é grande, mas aqui vai!
      • Lucciano’s fica aberto até 2am, todo os dias, e é um ótimo lugar pra tirar foto pro Instagram, principalmente no balanço com a parede de plantas.
      • Tufic Helados tem acompanhamentos para o sorvete, como granulados, discos de chocolate e biscoito, e é muito gostoso.
      • Sabores exóticos como cerveja e gorgonzola, recomendo o Alchemy. Até no frio vale a pena
    • Doce de leite mineiro é tudo de bom, mas o Argentino também! Se for a San Telmo, passe na La Casa del Dulce de Leche. Eles têm várias marcas diferentes, inclusive os sem lactose, e aceitam pagamento em peso, dólar e real.
    • Se bateu aquela vontade de comer um waffle bem gostoso, e cheio de acompanhamentos, La Panera Rosa é o lugar! Recomendo dividir, pois tive que pedir para embalar metade do meu waffle para viagem.

    • On Tap é um bar bem pequeno, meio hipster, e suas 20 torneiras de cerveja são um convite irrecusável!
    • Um bar super estiloso e com drinks saborosos é o Congo. A decoração é vintage e você pode escolher entre três ambientes.
    • Quando a venda de álcool é proibida, bares clandestinos começam a surgir. Os “bares escondidos” de Buenos Aires são inspirados nesses bares da época da lei seca, e são tão bonitos, que até quem não bebe deveria ir. Existem vários desse tipo, mas o que fomos, a Floreria Atlantico, fica escondido no interior de uma pequena floricultura, e é muito legal entrar lá procurando o bar, e os drinks são caros mas deliciosos!

    Música

    • Existem muitos espetáculos de tango voltados para turistas, mas se você quer ver pessoas reais, vá ao baile do La Viruta Tango Club. Além do DJ, uma banda completa toca clássicos do tango e é fantástico.
    • Não se limite a tirar fotos do exterior do Teatro Colón! Aproveite o passeio para assistir um espetáculo com da Orquestra Filarmónica de Buenos Aires.
    • Se tem um espetáculo que você não pode perder, esse é o Fuerza bruta. Foi definitivamente o melhor espetáculo que já fui, e iria novamente sem pensar duas vezes. Não veja muitas fotos ou vídeos, para não estragar a experiência! O espetáculo foi idealizado para ser apresentado no Centro Cultural Recoleta, então é a melhor forma de assistir definitivamente.

    *A voltagem em Buenos Aires é 220V e as tomadas são type C, E, F e I.

    Type C
    Type E
    Type F
    Type I

     

     

     

     

     

     


    Esquecemos de algo? Tem alguma dúvida?

    Se você tem alguma dúvida específica ou quer alguma recomendação, diga aí nos comentários.

    Compartilhe com seus amigos
  • Destinos relacionados

    Sem comentários

    Deixe um comentário